quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Friendzone, sua mala!


Do nada, aparece um primo da sua amiga que você nem imaginava existir, mas que por acaso é modelo e sósia do Johnny Deep, pedindo pra te adicionar no Facebook. Antes mesmo de clicar o botão e mega aceitar a solicitação, você imagina o quanto a sua mãe gostaria de tê-lo de calção e meia no sofá de casa aos domingos, e faz aquilo que qualquer mulher sensata faria, comemora com uma dançinha. O cara é super gente boa, sabe conversar e tudo vai muito bem. Mas, muito papo vai e muito papo vem e o que tinha tudo pra acabar da melhor forma acaba ficando só em resenhas, filosofias, troca de segredinhos e desabafos. O interesse mútuo desaparece ou, pior ainda, o interesse só dele desaparece e o genro que papai tanto queria vai pelo ralo! O que aconteceu? Ela mesmo... a nefasta Friendzone! Você virou amiga. O problema: É difícil sair da Friendzone. A solução: não entrar nela. E como não entrar? Abaixo algumas dicas fáceis de aplicar:

- Não desenterre o ex, no máximo destampe o caixão: Quando homem e mulher estão se conhecendo, é normal acabarem falando de relacionamentos anteriores. Pode conversar sobre isso se o assunto surgir, mas superficialmente. Não fique explicando o ângulo em que sua lágrima caiu no chão e quantos litros você chorou no dia em que o cara terminou com você. Pode contar o que aconteceu (sua história faz parte do que você é hoje, valorize-a), mas procure relatar fatos ao invés de sensações. Prefira: “Acabamos terminando numa boa”. Evite: “Quando terminamos senti muita vontade de me atirar pela janela”.

- Deixe as teses para o mestrado: Para gerar atração (e não amizade) é muito melhor ampliar do que aprofundar. Esse é o momento em que você deve parecer interessante, não a mestra dos magos. Fale um pouco do seu almoço, do elevador que trancou, da sua colega que teve um piripaque, de tudo um pouco (me cobrem o post sobre como manter uma conversa interessante). Evite a tese sobre o preconceito contra indígenas e cotas nas universidades. Demonstrar cultura e sabedoria não tem nada de errado, apenas não é momento pra isso (ainda). Amplie, não aprofunde. Seja uma revista de variedades, não uma bula de remédio.

- Não Desabafe:  Aqui, a regra geral da prevenção a friendzone: Seja alguém com quem a outra pessoa quer estar, e não alguém de quem ela queira cuidar. Desabafos sobre como a vida é dura são para família e amigos. Pra não atrair a famigerada friendzone, fuja deles. Se o cara começar a desabafar, seja pró-ativa e não deixe. Não proponha soluções para os problemas dele, no máximo incentive-o a resolvê-los sozinho. Se ele insistir, diga que estão te chamando pra jantar ou que um OVNI está sobrevoando a sua casa e que precisa sair da net.

- Apelidinho é pra amiguinho: Praticamente auto-explicativa. Excesso de mimos e intimidades, como chamar por apelidinho exclusivo é um pé na friendzone. Existe mais de um tipo de intimidade e esse tipo não interessa nesse momento. Lembre-se que você nem ficou com o cara ainda, não é o momento pra isso.

- Não fale de outros caras: Confidenciar que está afim de fulano ou beltrano é papo pra amigos, não é assunto para falar com o cara no qual você está interessada. É possível fazer isso pra gerar ciuminho e dar resultado positivo? É possível, mas bastante arriscado, dará certo com poucos caras. A grande maioria deles é inseguro e isso pode fazer com que ele ache que você não quer nada com ele e te coloque no envelopinho fétido da friendzone ou simplesmente se desmotive e desista, por falta de confiança. Além disso, é inconveniente e pouco educado.

- Não seja a “Bonequinha Concordo da Estrela”: Pessoas acham que concordar com tudo e buscar sempre afinidades e semelhanças é atraente e vai fazer o cara achar que vocês são almas gêmeas. Ledo engano. Amigos são parecidos, mas você não quer amizade. Não tenha medo de discordar, dizer que pensa diferente, expor sua opinião e ser você mesma. Concordar é cômodo, discordar é atraente.

- Não perca o timing: Quanto mais tempo passar, maior o risco de friendzone, porque vai ficando mais difícil evitar tudo o que foi citado nas dicas aí de cima, então não fique três meses falando com o cara todos os dias no Facebook antes de encontrá-lo pessoalmente. Busque o bom e velho contato pessoal, físico. A desculpa de não saber o que fazer não vale, em cada esquina tem uma sorveteria.

Até o próximo post, beijão!

gutogaravello.

11 comentários:

  1. Adorei, Guto! Ficou bem divertido ler e faz muito sentido!rs

    ResponderExcluir
  2. Estou curtindo muuuito seus textos. Tenho identificado situações atuais em cada um deles. Foi ótimo encontrar seu blog.
    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brigadãooo Karol! Que bom, logo tem mais post. Beijão!

      Excluir
  3. Oi Guto,

    Achei seu blog por acaso e estou achando muito interessante, bem legais as dicas. Gostaria de fazer uma pergunta que sai do assunto do post, mas que está me preocupando ultimamente. Acabei de me divorciar, tenho 29 anos e uma filha de 14!Sei que é redundante perguntar isso, mas você acha que dificulta (muito) um homem aproximar-se de mim?Sou independente,mas estou achando que todo homem vai se assustar porque tive uma filha aos 15 anos!Porém, minha história é singular e muto bonita. Gostaria de saber sua opinião a respeito. Muito obrigada e ótima semana, beijos, Caroline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Caroline, obrigado! É uma questão interessante, mas eu acho que não. Se fosse fazer uma pesquisa, acho que a maioria dos caras diria que prefere mulheres sem filhos, mas uma vez que essa informação apareça depois que o cara te conheceu, não acredito que vá desistir de ti por conta disso. Se ele tiver realmente interessado a tendência é que veja o lado bom e ache legal. Se ele se deixar levar por preconceitos, não é um cara legal pra estar contigo, certo? Se quiser fazer mais perguntas, sempre respondo no ask: http://ask.fm/carasassim Bjs!

      Excluir
  4. Oi,
    Obrigada por responder, penso bem parecido contigo. Vou dar uma passada no ask. Beijos e um ótimo carnaval!Caroline

    ResponderExcluir
  5. AMEI seu blog! Era tudo que eu estava precisando ler... eu caí no friendzone a muito tempo com um cara e nem sabia... hahahaha
    amei as dicas ;)

    ResponderExcluir
  6. Pelo amor de Cristo, volte com os teus textos! hahaha

    ResponderExcluir